O Evento

      Com a redução dos repasses federais, e ainda, os anúncio de corte de verbas em 2019, as entidades integrantes do Sistema "S", sejam elas: SEBRAE, SENAI, SESI, SEST/SENAT, SENAR, SESC e SESCOOP,  viram a necessidade de uma melhor gestão visando recursos públicos, via celebração de instrumentos de transferências voluntárias (convênios e contratos de repasse).

      O cenário para 2020 é favorável aos desafios de uma gestão estruturada para a manutenção dos serviços ofertados por todos os integrantes e deve se pautar na boa e regular gestão e de acordo com os preceitos do Tribunal de Contas da União. Neste sentido a Vivence Educação Executiva realizará na capital do país, um evento específico para os profissionais das entidades integrantes do Sistema S.

Inscrições e Investimento

O investimento na capacitação dos profissionais é de R$ 2.550,00 (dois mil, quinhentos e cinquenta reais) por participante. Neste valor estão inclusos o material do participante, coffee break, almoço e certificado de participação.

  • A comprovação do depósito bancário em favor da Vivence Educação Executiva é condição necessária e obrigatória para a participação no evento.
  • Desconto de 10% sobre o valor total, para a inscrição de 3 ou mais participantes de uma mesma fonte pagadora.

Banco do Brasil

Agência: 3380-4

Conta Corrente: 31.734-9

CNPJ: 04.370.860/0001-78

Público Alvo

Profissionais das entidades integrantes do Sistema S
Sebrae, Senai, Sesi, Sesc,
Senar, Sest, Senat, Sescoop
  • Gestores e técnicos de convênios e Projetos;

  • Diretores e Supervisores;

  • Gerentes Regionais

  • Profissionais das áreas de licitação e contratos;

  • Profissionais da área de contabilidade;

  • Profissionais das áreas Financeira, Tesouraria e Contabilidade;

  • Auditores Internos;

  • Profissionais das áreas de Gestão de Pessoas e RH;

  • Demais interessados.

Local do Evento

Hotel Windsor Brasília

SHN Quadra 1, Bloco A, Entrada B, Asa Norte - Brasília - DF.

Havendo necessidade a Vivence poderá alterar local do evento, dentro da cidade de Brasília - DF.

PALESTRANTES

Ministro Benjamin Zymler

Ministro do Tribunal de Contas da União desde 2001, onde ingressou no cargo de Ministro-Substituto em 1998, por meio de concurso público de provas e títulos. Ocupou o cargo de Presidente da Corte de Contas, no Biênio 2011/2012. Mestre em Direito e Estado pela Universidade de Brasília – UnB, com vasta experiência em Direito Administrativo e Direito Constitucional. Graduado em Engenharia Elétrica pelo Instituto Militar de Engenharia – IME e em Direito pela Universidade de Brasília – UnB. Ministrou cursos e palestras em diversos institutos, tais como Escola da Magistratura do Distrito Federal e Territórios, Escola da Magistratura do Trabalho e Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Professor do Centro Universitário de Brasília – UniCeub. É autor das obras “Direito Administrativo e Controle”, “O Controle Externo das Concessões de Serviços Públicos e das Parcerias Público-Privadas”, “Direito Administrativo”, “Política & Direito: uma visão autopoiética”, “Processo Administrativo no Tribunal de Contas da União” e “Regime Diferenciado de Contratação–RDC”, “Lei Anticorrupção – Lei nº 12.846/2013 –Uma Visão do Controle Externo”.

Abrahão Junior

Especialista e Transferências Voluntárias e Discricionárias da União e fundador da VIVENCE EDUCAÇÃO EXECUTIVA. Possui larga experiência na gestão de políticas públicas, onde atuou desde 2006 como consultor de Convênios do Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, em Brasília-DF. Foi também Consultor de Convênios no Ministério da Justiça, para o programa de enfrentamento ao tráfico de pessoas. Recentemente foi consultor no Ministério da Educação, na análise de prestações de contas, e no acompanhamento e fiscalização dos instrumentos firmados pela SESU – Secretaria de Educação Superior, referente ao PROEXT – Programa de Extensão Universitária, junto às Universidades Estaduais, Municipais e Comunitárias de todo o país.

Atualmente ministra cursos e palestra e orienta instituições e órgãos na gestão de seus projetos públicos. 

Guilherme Henrique de La Rocque

Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União. Assessor do Ministro Benjamin Zymler. Ex-Secretário-Geral de Controle Externo do TCU. Mestre em Direito pela Universidade de Brasília. Especialista em Direito Público pela UnB. Especialista em Avaliação de Políticas Públicas pela UnB. Bacharel em Direito pela UnB.  Professor de Direito Administrativo e de disciplinas ligadas ao controle externo da Administração Pública. Professor do Instituto Serzedelo Corrêa, órgão responsável pelo treinamento e formação dos servidores do TCU. 

Ministrou diversas disciplinas em cursos de graduação e pós-graduação promovidos pela Universidade de Brasília. Proferiu palestras na Universidade de Brasília, na Escola da Advocacia-Geral da União e na Universidade Potiguar. Ministrou vários cursos abertos e in company, nas áreas de controle externo, Direito Administrativo e Regulação de Serviços Públicos.

José Antônio de Aguiar Neto

Formado em Ciências Sociais, com pós graduação em docência no ensino superior. Diversos artigos publicados em seminários nacionais e internacionais sobre a temática transferências voluntárias. Experiência nas áreas de gestão de projetos, análise de requisitos e desenvolvimento de aplicações para os setores de desenvolvimento de software governamental. Experiência em governança de sistema, mapeamento de processos, compras governamentais e gestão de transferências de recursos da União para estados, municípios e Organizações da Sociedade Civil. Atualmente é Coordenador Geral da Plataforma Tecnológica de Transferências Voluntárias do Ministério da Fazenda.

Carlos Nivan Maia

 Consultor/Auditor, Conferencista e Palestrante com atuação marcante no âmbito das Entidades do Sistema “S”, onde tem ministrado conferências, palestras e cursos, em especial o Sistema FIESP-SESI-SENAI/SP; é autor da obra “Manual do Gestor do Sistema S”; Bacharel em Ciências Econômicas, com especialização em Economia, Finanças, Planejamento e Auditoria; MBA em Controle Externo pela FGV e Pós-graduação em Docência em Nível de 3º Grau. Auditor Federal de Controle Externo aposentado do TCU. Dirigiu, no TCU, Unidades Técnicas de fiscalização, auditoria e controle de Contas Governamentais e Transferências Constitucionais, e de órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta; foi Superintendente de Auditoria da INFRAERO. Ministrou cursos na FGV, no Instituto Serzedello Corrêa, no Instituto de Desenvolvimento de RH do DF, no Instituto Rio Branco/MRE, na Universidade da Força Aérea, na Secretaria-Geral de Contas da Marinha, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, no Tribunal de Contas da PB, no Tribunal de Contas do AP, no Tribunal de Contas de Cabo Verde-África, e ainda, em diversos órgãos estaduais e municipais. Além destas experiências descritas, é Mestre em Teologia com larga experiência no exercício da docência em faculdades Teológicas e tem Capacitação na área de Espeleologia pela Faculdade Dom Aquino de Filosofia Ciências e Letras das Faculdades Unidas Católicas de MG.

André Mendes

Engenheiro civil formado pela Universidade de Brasília e pós-graduado pela própria UnB, em Especialização em Auditoria de Obras.

Foi auditor do Tribunal de Contas da União de 1995 a 2018, tendo ocupado o cargo de Secretário de Fiscalização de Obras entre 2007 e 2012. Antes, foi titular da Secretaria de Engenharia e Serviços de Apoio. Dedica-se há 20 anos a atividades relacionadas à auditoria de obras públicas, tendo realizado diversas fiscalizações, entre as quais se destaca a avaliação dos valores desviados do conhecido complexo do TRT/SP.

Previamente ao seu ingresso no TCU, foi engenheiro supervisor do Banco Itaú em Brasília, onde por oito anos gerenciou divisão responsável pelas atividades de manutenção, construção e adaptação de agências nas regiões central e norte do Brasil. Antes disso, trabalhou por quatro anos em construtoras de Brasília em gestão de obras, elaboração de orçamentos e cálculo estrutural de edificações.

Na área de treinamento, ministrou cursos de orçamento, licitações, gestão de contratos e auditoria de obras públicas desde 1997, pelo Instituto Serzedello Corrêa, Fundação Getúlio Vargas e diversas outras instituições. Apresentou trabalhos técnicos no I, III, IV, V, VI e VII SINAOPs - Simpósios Nacionais de Auditoria de Obras Públicas. 

Foi membro do CONAOP – Comitê Nacional de Auditoria de Obras Públicas, Diretor Executivo e Presidente do Conselho Deliberativo do IBRAOP – Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas.

Possui certificação de notório saber em engenharia de custos, emitida pelo IBEC – Instituto Brasileiro de Engenharia de Custos e reconhecida pelo International Cost Engineering Council. Recebeu do IBEC o título de “engenheiro de custos do ano de 2015”.

Publicou diversos artigos técnicos na Revista do TCU, na Revista Capital Público, na Revista Construção e Mercado e na Revista Infraestrutura Urbana e é autor do livro Aspectos Polêmicos de Licitações e Contratos de Obras Públicas (Ed. Pini, 2013).

PROGRAMA

26 Mar 2020

8h00 - Receptivo e Credenciamento
8h30 - Abertura e Painel 1:
Licitações e Contratos no âmbito do Sistema S
(Min. Benjamin Zymler - TCU)
10h30 - Coffe Break
11h00 - Painel 2:
Gestão de Pessoas no âmbito do Sistema S.
(Auditor Guilherme Henrique - TCU)
 
12h30 - Intervalo para Almoço
 
14h00 - Painel 3:
Gestão de Obras Públicas no Sistema S
(André Mendes  - TCU)
16h00 - Coffe Break
16h30 - Painel 4:
Transparência no Sistema S
(Carlos Nivan Maia - TCU)
17h30  - Encerramento

PROGRAMA

27 Mar 2020

8h30 - Painel 5:
Gestão de Convênios no Sistema S
Abrahão Junior (Vivence)
 
10h00 - Coffe Break
 
10h30 - Painel 6:
Plataforma Mais Brasil e SICONV - Novas Funcionalidades
(José Antônio de Aguiar Neto - Ministério da Economia)
12h00  - Encerramento